!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quinta-feira, 13 de abril de 2017

FlyLady: Não Mexerás na Tralha Alheia

Oi, tudo bem?
      Vocês já ouviram falar dos 11 Mandamentos FlyLady não é mesmo? Já conversamos sobre eles algumas vezes aqui no blog e há um BabyStep para introduzi-lo à sua rotina. São um norte para a FlyLady,  princípios que devemos seguir em nossa jornada para nos mantermos focadas em cima da carroça. Certa vez eu e algumas amigas conversamos sobre os mandamentos FlyLady e alguém lançou a pergunta: você acrescentaria algum mandamento? Na hora eu não soube responder. 
      Passado algum tempo,com novos conhecimentos adquiridos, reflexões e amadurecimento no método, finalmente consegui pensar em algo que acrescentaria. Meu 12º Mandamento FlyLady seria: 

 "Não Mexerás na Tralha Alheia!"





      Uma das coisas mais transformadoras no FlyLady é o Destralhe - deixar ir objetos que não servem mais, estão quebrados, você não gosta. Tirar esses objetos de onde estão há anos e encontrar um destino adequado para eles (doação, reparos, lixo) é libertador. Destralhar transforma não só a sua casa deixando-a mais espaçosa e fácil para organizar e limpar como também sua alma que fica leve e feliz sem acúmulo de coisas e energias pelos cantos. Quando a FlyLady percebe essa mágica transformadora do destralhe e ele se torna hábito passa a destralhar todos os dias. Sempre encontra algo que precisa de atenção e sempre olha com novos olhos para os objetos e armários da casa. Destralhar vicia. Aí que no auge do destralhe você se depara com um monte de brinquedo do filho, a coleção de CDs do marido,  as revistas de artesanato da sua mãe... A tentação na hora, o impulso é de ir lá e destralhar logo! Jogar fora o que está velho demais e estragado, doar o que pode ser aproveitado, vender o que pode ter valor. Claro, deixar alguns itens que você acredita que possam ainda ser usados ou que são favoritos da pessoa. Em 15 minutos tudo estaria bem melhor. Segura essa ansiedade mulher!
      Você não tem como saber o que tem valor para a pessoa! Algo quebrado, feio e estragado pode ter valor emocional enorme para seu dono. Algo de valor pode não significar nada para o outro. O que é brega para você pode ser a blusa preferida do outro. Não é direito seu fazer essa seleção e decidir o que fica e o que vai embora da casa se os objetos não são seus. Mesmo que você tenha a melhor intensão do mundo: "ele não tem tempo", "ela não é boa em organizar", "o quarto dele vai ficar ótimo", "essas coisas podem valer algum dinheiro" a pessoa pode não gostar e sentir sua privacidade invadida. Algo simples pode se tornar um conflito grande, cheio de mágoa...
      Eu amo destralhar! Meu primeiro mês de FlyLady destralhei meu vestido de noiva! Até hoje procuro coisinhas para destralhar e sempre encontro. As vezes o que eu decidi guardar hoje, daqui um mês vou querer destralhar... Mas quando são coisas de outras pessoas prefiro me segurar! Esperei uns dois anos para destralhar um enfeite de cozinha desses de segurar garrafas de vinho que era do meu marido. Eu nunca gostei desse enfeite mas ele quem comprou e tive que ter muita paciência e conversar bastante até ele liberar a doação! Os CDs dele tive que esperar meses para ele se disponibilizar a sentar comigo e selecionar os CDs que podíamos nos desfazer. Os livros mesma coisa, esperei o momento certo para destralhar junto com ele. Então é paciência e conversa! Quanto às roupas dele eu destralho sem falar nada pois sei que ele não se importa, eu quem compro novas, eu quem cuido... As coisas das crianças sempre destralho junto com elas. Busco que elas participem principalmente quando são brinquedos e sempre acontece que um brinquedo que eu acho lindo e legal elas detestam! Acho também uma forma delas entenderem como é importante manter as coisas organizadas, doar para quem precisa e darem valor ao que realmente importa. 
      Resumindo e sendo clara, acho falta de respeito destralhar o que não me pertence... Converse com as pessoas que moram com você. Explique que tem te incomodado o volume de objetos acumulados, diga que fará bem jogar fora o que não presta, proponha-se a ajudar e diga que será divertido passarem um tempo juntos fazendo essa tarefa. E tenha paciência, sempre! Ter uma relação com quem se ama abalada por brigas é um preço muito alto a pagar por uma casa mais organizada e limpa. Não vale a pena! Destralhem juntos! E lembre-se "o lixo de um homem é o tesouro de outro" (ditado popular americano).
      Um grande beijo!
SARAH

Nenhum comentário:

Postar um comentário